Piratuba - Tudo é uma viagem

Post Top Ad

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Piratuba

Final de ano e nós querendo fugir da muvuca do reveillon nas praias de Floripa, então resolvemos acampar novamente com os meninos. O local escolhido foi Piratuba já que lá tem as piscinas termais.

Piratuba é uma pequena cidade do interior do estado de Santa Catarina, mas é lá que tem o maior reveillon do oeste catarinense, mas eu só descobri isso lá...



Sobre Piratuba:
O turismo, que hoje é a base econômica do município, iniciou sua história em Piratuba em 1964. A PETROBRAS, que estava em busca de petróleo, perfurou um poço com 2.271,30 metros de profundidade. Ao invés do “ouro preto”, a empresa acabou descobrindo um lençol de águas sulfurosas de 38,6°, a 674 metros. Em 1975 a Companhia Hidromineral foi constituída. Com a instalação do Parque Termal, Piratuba entrou na rota dos principais destinos turísticos do Sul do Brasil. Hoje, o município é consolidado no turismo e recebe mais de 450 mil turistas por ano. Portal do Município de Piratuba


O trajeto é tranquilo, a estrada na maior parte é boa. Só o último trecho é ruinzinho.
O Balneário conta com dois Complexos de piscinas, o alto e o baixo. No baixo é onde tem togoágua, sendo o mais divertido.

Acampamos no Balneário Termas de Piratuba, entramos no dia 29/12 e saímos dia 03/01.




Casa montada é hora de aproveitar as piscinas e também conhecer um pouco da pequena cidade.
Passei em uma agência de turismo pra saber se tinha algum city tour, só tem 1. Mas isso fio depois de nós rodarmos a pequena cidade, então já nem valia a pena.

Estivemos em alguns locais bem legais. Quando se chega no centro da cidade tem parquinho, a Casa Colonial onde tem o letreiro de Piratuba, logo adiante tem a Maria Fumaça, que tem passeios todos os sábados, mas você pode confirmar no site da ABPF.

Casa Colonial ao fundo



Nós não fizemos o passeio de trem, que atualmente custa R$ 85,00 por pessoa, crianças até 5 anos não pagam.
Essa época de virada de ano foi um caos, não imaginava que Piratuba fosse ferver tanto!!
No camping já tinha gente pendurando as barracas nas árvores... e sem contar que o povo não respeita o espaço público! Som alto, e ainda uns funks que sinceramente!!!
Povinho educado... só diz pra sentar. Af!

Mas voltando a nossa estada por lá, conhecemos também o Parque Três Pinheiros, Parque da Cascata e Cascata do Monge. A Rota do engenho que é anexo ao Hotel do Engenho atualmente só está recebendo pelas agências, entramos para conhecer mas não despertou interesse.

Cascata do Monge
Pra achar a Cascata do Monge foi um pouco estranho. É que não tem placa nenhuma indicando, apenas fomos atrás do Sr. Google Maps e o ponto marcava exatamente o Cascata Night Club (ops!). Paramos ali e nada, só mato... saímos e fomos mais adiante de carro e perguntamos para um rapaz que nos informou que é ali mesmo, e tem uma trilha no meio do mato... Ahhhh bem mais fácil assim! kkkkk

A cachoeira é linda, mas ali não tem como entrar. é uma laje de pedra que me pareceu bastante lisa. 

O Parque da Cascata possui algumas trilhas em torno da cascata e tem uma delas que tem que passar pela Passarela do Inga e na volta pela Passarela da Usina, que tinha uma árovre caída sobre ela. Mas são bem tranquilo as trilhas.

Parque da Cascata - Passarela do Ingá
Tem área pra banho no Parque da Cascata, água gelada nesse calorão foi uma ótima pedida. Mas lebre-se do filtro solar e repelente!

O Parque Três Pinheiros é basicamente um aviário e uma pequena área com miniaturas em movimento. Lá fizeram um pequeno passeio de pônei, tem outros animais também, como lhama, burro, búfalo.
Henrique como gosta de tudo que envolve animais, então valeu ter conhecido.

   



Agora falando sobre as Termas de Piratuba, o complexo é muito bom. Várias piscinas, com profundidades diferentes, temperaturas diferentes e objetivos diferentes. Sim, algumas eram só para toboáguas, outras para crianças. Mas todas muito muito quentes!! A temperatura delas passava dos 36°, até mesmo a que era pra ser gelada.
As fotos a seguir são do site Termas de Piratuba.






Acredito que no outono e primavera deve ser ótimo!! Mas no auge do verão não foi uma boa pedida, caramba chegava a ficar ruim! O sol fritando na cabeça e o corpo cozinhando na piscina.
São poucas as que tem cobertura e algumas com áreas de sombra de árvore ou construção eram bem disputadas.
Pra nossa sorte nublou alguns dias, o que foi ótimo, assim ficou mais agradável aproveitar as piscinas.


Se valeu? Sem dúvida!! Aproveitamos bastante e conhecemos lugares novos, além de ter sido mais um acampamento em família. Quero voltar num período com mesmo calor.


Relato pra campista:

Quanto a área de camping é razoável, mas os lotes são bem pequenos e foi difícil encontrar um pra nossa Quechua T 6.2 tem muitos postes de energia e churrasqueiras espalhadas, já a pia só tem 1 na área coberta (que tem gente que praticamente acampa dentro) e uns tanques perto das churrasqueiras, mas é coisa pra gnomo de tão baixinho, na altura do joelho.

Só tem 2 banheiros, são bons com portas nos chuveiros e tudo novinho. Mas falta melhorar pois não comporta o número de pessoas que recebe no camping. Em um tem apenas um chuveiro, e dava muita fila no horário de pico, chegando a 10 pessoas esperando. No outro tem 3 chuveiros, mas apenas 1 esquenta. (sendo que no masculino dos 3, 2 eram quentes) e outro ponto de reclamação no banheiro feminino é que não tem espelho.

Acampamos no Balneário Termas de Piratuba, entramos no dia 29/12/18 e saímos dia 03/01/19.

Valores:
Camping: barraca  R$15,00, por pessoa R$ 10,00 e crianças menores de 12 anos não pagam.



Piscina tem 2 valores diferentes, R$14,00 para uma entrada na piscina e em uma delas e R$22,00 o passaporte que permite entrar e sair dos complexos de piscinas, valor para adulto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário